A UEM no Rondon Regional 2017: Operação Cambará (PR)

O município de Cambará (PR) será alvo da Operação Rondon deste ano. Tal projeto ocorrerá entre os dias 23 de julho a 05 de agosto. A UEM participará do Rondon por meio de delegação composta por dez membros, entre alunos e professores. Os trabalhos serão desenvolvidos sob a coordenação da UEPG/UENP.

 

 

Os professores e acadêmicos desenvolverão projetos concernentes às múltiplas áreas do conhecimento, como, por exemplo, saúde, educação, meio ambiente e direitos humanos. A atuação em diversas esferas do conhecimento objetiva a formação de multiplicadores. A finalidade é somar forças com a população local, de modo a contribuir para o desenvolvimento social e humanitário da cidade.

O Rondon se realiza por meio de oficinas, palestras, cursos e de muitas outras formas. Tal realização ocorre em escolas, associações de moradores, unidades de saúde, centros comunitários, prefeituras, dentre outros locais. Deste modo, o projeto incide sobre vários grupos sociais, como, por exemplo, idosos, crianças, trabalhadores, professores e servidores.

O Projeto Rondon é instrumento de justiça social, pois objetiva concretizar direitos humanos e fundamentais. Essa concretização de direitos é garantia e difusão da dignidade humana. Assim, o Rondon está sob a égide de um fundamento da república brasileira, isso é, a dignidade da pessoa humana (Art. 1, III, CF/88).

Por meio da Operação Rondon 2017, a UEM cumpre seu papel enquanto instância de desenvolvimento social, e enfatiza a importância da extensão para a formação acadêmica. Assim, a extensão universitária se apresenta como processo efetivo de formação de profissionais socialmente responsáveis.

Alexsandro Ramos – 5ª ano – Direito UEM – Matutino